Senado realiza painel para debater regulamentação do lobby


O painel promovido pelo Instituto Legislativo Brasileiro – ILB, do Senado Federal, sobre RELAÇÕES GOVERNAMENTAIS, LEGISLATIVO E DEMOCRACIA teve como centro dos debates a regulamentação do lobby e contou com exposições dos especialistas Eduardo Galvão, Murilo de Aragão e  Luiz Alberto Santos,.

O diretor do ILB e mediador do painel, Hélder Rebouças, defendeu que a discussão não atinja apenas Brasília: “O projeto de lei de autoria do senador Walter Pinheiro, que regulamenta o lobby, merece ser debatido não só na esfera federal, mas também pelos legislativos estaduais e municipais”.

Luiz Alberto Santos, consultor do Senado, lembrou que a regulamentação das atividades dos lobistas tem ocorrido com o avanço das sociedades democráticas desde os anos 1890: “A evolução dos fatos ao longo destas décadas todas e isso teve inicio no final do século 19 nos Estados Unidos, levou aqui que várias leis fossem aprovadas em vários países, com a finalidade de disciplinar o exercício essa atividade”.

Eduardo Galvão, professor e profissional de Relações Governamentais, explicou que atualmente se utiliza mais o termo relações governamentais para aqueles profissionais que se relacionam com governos e legislativos: “O termo lobby quer dizer o exercício de influência direta junto a um tomador de decisão, enquanto que Relações Governamentais é um termo muito mais amplo”.

O cientista político Murilo Aragão concorda com a ideia de regulamentar o lobby pois, segundo ele, as relações que acontecem atualmente tem confundido sua finalidade: “Ora, se nós precisássemos de tantas leis pro lobby, não tinha acontecido o Mensalão, não tinha acontecido o Petrolão”.

Assista!



0 visualização
Siga nossas redes sociais
  • Preto Ícone LinkedIn
  • Instagram
  • Twitter
  • Facebook
  • YouTube
Envie sua Mensagem